Doença do Refluxo Gastroesofágico
Tratamento

Quais são os tratamentos para Doença do Refluxo Gastroesofágico (DRGE)?

Se você vem tendo azia ou qualquer um dos outros sintomas por alguns momentos, você deveria procurar seu médico. Visite um gastroenterologista, o médico que trata doenças do estômago e dos intestinos. Dependendo da gravidade da sua DRGE, o tratamento compreende uma ou mais das seguintes alterações do estilo de vida, medicamentos ou cirurgia. 


Alterações do estilo de vida: 
Se você fuma, pare
Não tome bebida alcoólica
Emagreça, se necessário
Faça refeições pequenas
Vista roupas bem folgadas
Evite deitar-se até 3 horas após uma refeição
Eleve a cabeceira da cama cerca de 15 a 20 centímetros, colocando blocos de Madeira debaixo dos pés da cama. O uso de travesseiros extras não ajudará.


Medicamentos

Seu médico pode recomendar o uso de antiácidos quando necessário, que você pode comprar sem uma receita, ou medicamentos que interrompem a produção de ácido ou ajudam os músculos que esvaziam seu estômago. 

Antiácidos são geralmente a primeiras drogas recomendadas para aliviar a azia e outros sintomas leves da DRGE. Muitas marcas no mercado usam combinações diferentes de três sais básicos - com íons de hidróxido ou bicarbonato para neutralizar o ácido no seu estômago. Os antiácidos, entretanto, tem efeitos colaterais. Os sais de magnésio podem ocasionar diarréia e os sais de alumínio constipação. Os sais de magnésio e alumínio são freqüentemente combinados num único produto para balancear estes efeitos. Os antiácidos de carbonato de cálcio podem ser uma fonte suplementar de cálcio. Eles também podem causar constipação intestinal. 

Bloqueadores-H2, tais como a cimetidina (Tagamet), famotidina (famoset, famox), nizatidina (Axid) e ranitidine (Antak), impedem a produção de ácido. Estas drogas dão um alívio temporário. Não devem ser ingeridas sem receita médica por mais que umas poucas semanas de tempo. Elas são eficeintes em metade daquelas que têm sintomas de DRGE. Muitas pessoas se beneficiam ao tomar bloqueadores-H2 ao se deitar em associação com um inibidor da bomba de prótons. 

Inibidores da bomba de prótons incluem o omeprazol (Losec), pantoprazol (Pantozol), lansoprazol (Prazol), rabeprazol (Pariet) e esomeprazol (Nexium), os quais são disponíveis mediante receita médica. Os inibidores da bomba de prótons são mais eficientes que os bloqueadores H2 e podem, aliviar os sintomas em quase todos que têm DRGE. 

Um outro grupo de drogas, os procinéticos, ajuda a fortalecer o esfíncter e faz o estômago esvaziar mais fácil. Este grupo inclui o betanecol, metoclopramida (Plasil), bromoprida (Plamet) e domperidona (Motilium). A metoclopramida também melhora a ação muscular no trato digestivo, mas estas drogas tem efeitos colaterais freqüentes que limitam a sua utilização. 

Uma vez que as drogas agem por diferentes caminhos, a combinação de drogas pode ajudar a controlar os sintomas. As pessoas que têm azia depois de comer podem tomar antiácidos e bloqueadores-H2. Os antiácidos agem primeiro para neutralizar o ácido no estômago, enquanto que os bloqueadores-H2 agem na produção de ácido. Quando termina a ação dos antiácidos, os bloqueadores-H2 interromperão a produção de ácido. Seu médico é a melhor fonte de informação de como utilizar os medicamentos para DRGE. 
O que fazer se os sintomas persistem? 

Se a sua azia não melhora com alterações dos hábitos de vida ou medicamentos, você deverá fazer alguns exames, sempre com a orientação de seu gastroenterologista. 

Endoscopia digestiva alta é um exame que pode ser realizado em consultórios médicos, clínicas ou hospitais. O médico ou enfermeira borrifará sua garganta para anestesiá-la e passará um tubo fino e flexível chamado endoscópio. Uma pequena câmara no endoscópio permite ao médico observar a superfície do esôfago e procurar por anormalidades. Se você tem sintomas acentuados a moderados e este procedimento mostra lesão do esôfago, nenhum outro exame é necessário, geralmente, para confirmar a DRGE. Nas formas mais leves de inflamação não há necessidade de fazer controle ao final do tratamento, sendo o mesmo reservado somente para as formas mais acentuadas.

O médico pode utilizar pinças através do endoscópio para retirar um pequeno pedaço de tecido de biópsia. A biópsia vista num microscópio pode revelar a lesão causada pelo refluxo de ácido e afastar outros problemas se organismos infectantes ou crescimentos anormais são encontrados.

No exame de pHmetria ambulatorial, o médico coloca um fino tubo no esôfago, onde permanecerá por 24 horas. Enquanto você realiza as suas atividades normais, ele mede quando e quanto de ácido volta para o seu esôfago. O teste é útil em pessoas com sintomas de DRGE mas sem lesão à endoscopia. O procedimento também é útil em detectar se os sintomas respiratórios, incluindo asma e tosse, são desencadeados pelo refluxo.


Cirurgia 


A cirurgia é uma opção quando os medicamentos e alterações do estilo de vida não deram resultado. A cirurgia pode ser também uma opção razoável para o desconforto e a necessidade de tomar medicamentos por toda a vida. 

Fundoplicatura, geralmente uma variação específica chamada Nissen, é o tratamento cirúrgico padrão para a DRGE. A parte alta do estômago é "engravatada" em torno do EIE para fortalecer o esfíncter e prevenir o refluxo de ácido e para reparar a hérnia de hiato. Nenhuma parte do estômago é cortada e retirada. 

Este procedimento pode ser realizado usando um laparoscópio e requer somente pequenas incisões no abdome. Para realizar a fundoplicatura os cirurgiões usam pequenos instrumentos que levam uma pequena câmara. A fundoplicatura laparoscópica tem sido usada de maneira segura e eficiente em pessoas de todas as idades, inclusive bebês. Quando realizada por cirurgiões experientes, o procedimento é tão bom quanto a cirurgia padrão (aberta). E mais, as pessoas podem deixar o hospital em 1 a 3 dias e retornar ao trabalho em 2 a 3 semanas. 

Em 2000, foi aprovado nos Estados Unidos dois dispositivos endoscópicos para tratar a azia crônica. Um é chamado sistema Bard EndoCinch que põe uma costura no EIE para criar pequenas pregas que ajudam a fortalecer o músculo. O sistema Stretta usa eletrodos para criar pequenos cortes sobre o EIE. Quando os cortes cicatrizam, o tecido cicatricial ajuda a apertar o músculo. Os efeitos a longo prazo destes dois procedimentos são desconhecidos. 
Implante 

Recentemente foi aprovado nos Estados Unidos um implante que pode ajudar as pessoas com DRGE que desejam evitar a cirurgia. O Enterix é uma solução que torna-se esponjosa e fortalece o EIE para manter o ácido do estômago e não extravasar para o esôfago. Ele é injetado durante a endoscopia. O implante está aprovado para pessoas que têm DRGE e que requerem e respondem aos inibidores da bomba de prótons. Os efeitos a longo prazo do implante são desconhecidos. 

FEDERAÇÃO BRASILEIRA DE GASTROENTEROLOGIA
Doença do refluxo gastroesofágico - DRGE

Artigos reladionados:


Español

  • Artículos relacionados con Digestivo
  • Que causa el higado graso no alcoholico

    Descripcion de las causas del higado graso no alcoholico

  • Ulceras Pepticas

    Ulceras Pepticas. Causas

  • Qué es la dieta baja en FODMAP?

    FODMAP son las siglas en inglés para los oligosacáridos, disacáridos, monosacáridos y polioles fermentables.

  • Tratamiento de las hemorroides

    Tratamiento de las hemorroides. Tratamiento en el hogar y por el medico

  • Gastroenteritis Viral

    Gastroenteritis significa inflamación del estómago y de los intestinos grueso y delgado. La gastroenteritis viral es una infección causada por una variedad de virus que generan vómito o diarrea. Se le conoce también como "resfriado estomacal", aunque