Úlceras Pépticas

A úlcera péptica é uma ferida na parede do estômago ou duodeno. O duodeno é a primeira parte do seu intestino delgado. Se as úlceras pépticas são encontradas no estômago, elas são chamadas de úlceras gástricas. Se são encontradas no duodeno, são chamas de úlceras de duodeno (ou duodenais).

Você pode ter mais que uma úlcera. Muitas pessoas têm úlcera péptica. Elas podem ser tratadas com sucesso. Procurar o seu médico é o primeiro passo. 

Não temos estatísticas precisas no Brasil, mas nos Estados Unidos cerca de 20 milhões de pessoas apresentarão uma úlcera durante sua vida. As úlceras duodenais ocorrem mais freqüentemente entre os 30 e os 50 anos de idade, e são duas vezes mais comuns em homens. Úlceras gástricas (no estômago) são mais freqüentes após os 60 anos e em mulheres. 

Uma úlcera é uma área focal do estômago ou duodeno que foi danificada pelo ácido gástrico e sucos digestivos, levando a uma perda do revestimento mucoso local, com uma certa profundidade (isto as diferencia das erosões, que são mais rasas). A maioria das úlceras não são maiores que uma borracha de apagar, mas elas podem causar dor e desconforto importantes.

CAUSAS

O que causa as úlceras pépticas? 

As úlceras pépticas são causadas por: 

  • Uma bactéria chamada Helicobacter pylori , ou abreviado H. pylori
  • Drogas anti-infalamatórias não esteróides (AINEs) como a aspirina e ibuprofeno


Outras doenças


O seu corpo fabrica ácidos fortes que digerem os alimentos. Uma barreira interna protege o seu estômago e duodeno contra estes ácidos. Se esta barreira é rompida, o ácido pode lesar as paredes.

O H. pylori e as AINEs enfraquecem esta barreira permitindo que o ácido atinja as paredes do estômago e duodeno. O H. pylori é responsável por quase dois terços de todas as úlceras. Muitas pessoas têm a infecção pelo H. pylori. Mas nem todas que têm a infecção irão desenvolver a úlcera péptica. 
A maiora das outras úlceras são causadas pelas AINEs. Só raramente outras doenças causam úlceras. 


Helicobacter pylori e úlcera

A maioria das úlceras aparece devido à presença do H. pylori. Calcula-se que esta bactéria esteja presente em até 80% dos brasileiros, dependendo da região. Provavelmente é adquirida na infância, em decorrência das más condições de saneamento básico em nosso país. Como se pode perceber, apenas uma fração dos portadores da bactéria acabarão apresentando úlcera decorrente de sua presença e ação no estômago. Assim, acredita-se que a doença ocorra em indivíduos que apresentam fatores adicionais à presença da bactéria (predisposição genética, por exemplo). Além disto, há bactérias mais e menos agressivas dentro desta espécie - e o tipo da bactéria infectante também acaba tendo um papel importante. 

O H. pylori enfraquece a cobertura protetora de muco do estômago e duodeno, permitindo a passagem do ácido através dele até a parede sensível localizada abaixo. O ácido e a bactéria irritam a parede e causam uma ferida ou úlcera. 

O H. pylori é capaz de sobreviver no ácido do estômago porque ele secreta enzimas para neutraliza-lo. Este mecanismo permite o H. pylori fazer o seu caminho para a zona "segura" - a camada protetora de muco. Uma vez nela, a forma espiral da bactéria ajuda-o a "entocar-se" em seu interior. 

Uso de anti-inflamatórios não-hormonais (AINHs) 

A segunda maior causa das úlceras é a irritação do estômago decorrente do uso regular de AINHs. Os efeitos colaterais gastrointestinais induzidos pelos AINHs podem ser evitados ao usar medicamentos alternativos sempre que possível. 

Se você usa este tipo de remédio com freqüência (muitas vezes por conta própria), seu médico poderá esclarecer suas dúvidas sobre seu potencial para causar problemas gastrointestinais - entre os quais está a úlcera. Ele poderá recomendar uma troca no medicamento em uso (quando possível) ou a adição de algum outro remédio para uso em conjunto com o anti-inflamatório, objetivando prevenir a ulceração. 

O estresse e alimentos condimentados causam úlcera? 

Não, nem o estresse nem os alimentos condimentados causam úlcera. Mas eles podem tornar a úlcera pior (mais sintomas). As bebidas alcoólicas e o fumo também podem tornar as úlceras piores. 

O que aumenta o meu risco de ter úlcera péptica? 

Você terá maior probabilidade de ter úlcera péptica se: 

  • Tiver uma infecção pelo H. pylori.
  • Usar AINEs frequentemente.
  • Fumar cigarros
  • Tomar bebida alcoólica
  • Ter parentes com úlcera péptica
  • Ter 50 anos de idade ou mais.

FEDERAÇÃO BRASILEIRA DE GASTROENTEROLOGIA
Úlceras Pépticas

Artigos relacionados:

Español

Enfermedades del Sistema Digestivo